domingo, 27 de julho de 2014

Desafio?

Então você tem nas mãos um contrato de treinamento com as seguintes características. 

O conteúdo programático é compulsório e determinado por legislação nacional. O perfil dos aprendizes é formado, em grande parte, por membros com 2º grau, muitos com nível superior, MBA, mestrado, doutorado. Muitos são professores e empresários, outros jornalistas e muitos são até formadores de opinião. O treinamento pelo qual passarão os aprendizes envolve questão de segurança pessoal dos próprios aprendizes. 

Em alguns casos, se o conteúdo programático não for bem assimilado, provavelmente problemas poderão ocorrer. Até óbitos. Isso mesmo: Mortes! 

A carga horária do treinamento é curtíssima, não passando de 5 minutos. As tentativas passadas mostraram-se um fracasso. Os aprendizes não davam a menor atenção aos Instrutores. Alguns aprendizes logo que se sentavam, cochilavam; outros discretamente manejavam seus celulares e outros conversavam entre si, sem qualquer pudor. Isto, por mais dedicados e esforçados que fossem os Instrutores. 

Vale dizer que a cada operação, o indivíduo recebe treinamento, mesmo que já tenha participado dele mais de uma centena de vezes. Como fazer deste treinamento um sucesso? 

Fácil? Difícil?

Algum membro do grupo já pode participar de um treinamento deste tipo? Então, de forma mais direta: Como fazer aqueles adultos que usam o avião como meio de transporte dedicar sua atenção a este tipo de treinamento? Como assegurar a efetividade de um treinamento deste tipo?

Veja o parecer de muitos profissionais de diferentes áreas sobre o tema.
Venha discutir conosco e, se desejar, insira seus "posts" com sua opinião a respeito.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário